Junho vermelho: o seu sangue salva vidas!

Junho vermelho: o seu sangue salva vidas!

A doação de sangue é um ato de solidariedade que ajuda várias pessoas: com anemia, em tratamento de câncer, casos de acidentes, cirurgia, transplantes e portadores de doenças crônicas, como a Talassemia (que é um distúrbio sanguíneo hereditário, em casos graves pode necessitar de transfusão de sangue ou de um transplante de células-tronco de um doador).

Doar sangue não dói, é só uma picadinha e não coloca em risco a sua saúde. O ambiente de doação é limpo e confortável, e todo o material utilizado para a coleta do sangue é descartável. Na doação é retirado aproximadamente 450 ml de sangue, feita através de inserção de uma agulha em um dos braços. A coleta é feita por profissional capacitado e sob a supervisão de um médico ou enfermeiro, atestando a segurança e o bem-estar do doador(a).

Todo o processo de doação de sangue leva em torno de 55 minutos, e o doador(a) antes de ser aprovado como apto para a doação passa por etapas criteriosas. Na entrevista são feitas perguntas relativas à sua saúde, e a sinceridade é essencial para a segurança de quem vai receber o sangue. Caso você sinta vontade de desistir do processo de doação de sangue por algum motivo, pessoal ou por considerar que seu sangue possa causar algum problema para quem for recebê-lo, basta informar.  As etapas do processo de doação de sangue são:

  • Cadastro do doador
  • Pré-triagem
  • Triagem
  • Coleta do sangue

Mas quem não pode doar sangue? Pessoas que tem ou tiveram algumas destas doenças:

  • Hepatite após os 11 anos de idade;
  • Lepra (Hanseníase);
  • Hipertireoidismo e tireoidite de Hashimoto:
  • Doença auto-imune;
  • Doença de Chagas;
  • AIDS;
  • Problemas cardíacos (necessita avaliação e declaração do seu cardiologista);
  • Diabetes;
  • Câncer.

A pré-triagem é realizada antes da doação, nesse processo é feita a verificação dos sinais vitais e uma entrevista individual. Casovocê tenha algum problema de saúde ou sintomas de perda de peso, caroços pelo corpo, feridas na boca e manchas na pele, não doe sangue e procure imediatamente um médico.

E quais os principais requisitos para doar sangue?

  • Ter entre 18 e 69 anos, 11 meses e 29 dias;
  • Doadores com idade entre 16 e 17 anos são aceitos para doação mediante a presença e autorização formal dos pais e/ou responsável legal;
  • O limite de idade para primeira doação é de 60 anos;
  • O candidato à doação deve estar em boas condições de saúde, sem feridas ou machucados no corpo;
  • Pesar acima de 50 kg (com desconto de vestimentas);
  • Apresentar documento original com foto atualizado, que permita a identificação do candidato, emitido por órgão oficial. Exemplo: RG ou cópia autenticada, Carteira de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho e Previdência Social, Carteira Nacional de Habilitação, digital ou física, Título de Eleitor digital, desde que tenha foto, ou Passaporte brasileiro com filiação.
  • Ter repousado bem na noite antes da doação;
  • Evitar o jejum. Fazer refeições leves e não gordurosas nas 3 horas que antecedem a doação;
  • Evitar uso de bebidas alcoólicas nas últimas 12 horas;
  • Evitar vir acompanhado com crianças, sem acompanhantes.

Você não deve doar sangue para outro fim. Caso você precise realizar algum exame, basta procurar pelos Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) mais próximo, nesses locais o acesso a exames é gratuito, não necessita da solicitação do médico(a) para a realização e os resultados são mais rápidos.

Pequenas atitudes fazem grandes mudanças: doe sangue!

Eu, Wesley Nicolas Oliveira Gonçalves, autor desta matéria e colaborador do time ELOS, passei por esta experiência de doar sangue pela primeira vez. Já era algo que eu queria fazer há bastante tempo. Me organizei, agendei pelo site e passando por esta experiência, pude relatar com mais propriedade nesta matéria como foi o passo a passo da doação. E mais importante, o meu objetivo é encorajar você e mais pessoas a doarem também. Não dói, a doação em si leva cerca de 10 minutos, depois temos um tempinho e um lanchinho para recarregarmos nossas energias e voltarmos para casa. Importante você saber que no dia da doação você tem direito à folga no trabalho para se recuperar. O organismo de cada pessoa pode reagir de forma diferente após a doação. No meu caso, senti muito sede, fome e cansaço ao longo do dia, mas foi bem mais tranquilo do que imaginava. E no dia seguinte, acordei super bem e disposto. Daqui a dois meses, posso doar novamente. Esse é o tempo mínimo entre uma doação e outra. Para homens, o intervalo mínimo entre as doações é de 60 dias (com até quatro doações no período de 12 meses). Para mulheres, o intervalo mínimo é de 90 dias (com até três no período de 12 meses). E você, vai agendar a sua doação? Aqui em Santa Catarina, o site para agendamento é:

https://www.hemosc.org.br/agende-sua-doacao.html

Wesley Nicolas Oliveira Gonçalves – doação dia 13/06/2022

Referências:

HEMOSC – Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina

Banco de Sangue – Blog – Por que doar sangue?

Doação de Sangue — Português (Brasil) (www.gov.br)



Fique por dentro do que acontece na ELOS

Pesquisa de satisfação 2022 – Queremos te ouvir e saber sua opinião!

De 23 de novembro a 7 de dezembro, você poderá receber uma ligação no seu telefone fixo ou celular de um dos entrevistadores da Lupi e Associados.

Veja mais
Horários de atendimento em dias de jogos do Brasil

Horários de atendimento em dias de jogos do Brasil

Fique atento aos horários de atendimento diferenciados em dias de jogos do Brasil da 1ª fase da Copa 2022!

Veja mais
Plano CD – Prazo para alteração de percentual termina final de dezembro

Plano CD – Prazo para alteração de percentual termina final de dezembro

O novo percentual solicitado passa a valer a partir de janeiro de 2023.

Veja mais