Rentabilidades dos planos no primeiro semestre de 2011

Já está disponível, na área de acesso restrito do portal da ELOS, as rentabilidades obtidas no primeiro semestre de 2011 para os planos de benefícios administrados pela ELOS: BD-ELOS/Eletrosul; BD-ELOS/Tractebel e ELOSPrev. Para conferir, efetue login no site, clique em Investimentos > Rentabilidade > Junho 2011.

 

Cenário Econômico

 

Primeiro semestre de 2011 trouxe poucas alegrias para o investidor brasileiro

por Rogério Brenand Pazzim

 

De forma geral, o questionamento sobre a capacidade dos países europeus em pagar suas dívidas – especialmente a Grécia com a possibilidade de calote da dívida pública do país – permearam as decisões de investimento neste primeiro semestre de 2011. Em início de junho, estes temores ficaram ainda mais intensos com o alerta feito pela agência de classificação de risco Moody’s que poderia rever a classificação de risco dos Estados Unidos por conta do alto endividamento do país. No mês de julho, os investidores devem ficar de olho na votação sobre o novo limite legal da dívida americana, que atingiu US$ 14,3 trilhões em maio.

 

No cenário doméstico, a Moody´s também elevou o nível de classificação de risco dos títulos públicos brasileiros, o que representa uma melhora de avaliação do país em cumprir suas obrigações de pagamentos; e com isso, consequentemente, o Brasil consegue captar recursos financeiros à taxas de juros mais baixas.

 

Em relação à inflação e juros, o Banco Central deu continuidade a sua estratégia de aumento da taxa básica de juros, elevando a Selic em 0,25% para 12,25% ao ano, mostrando sua preocupação com a provável elevação dos índices de preços no segundo semestre de 2011.

 

Mesmo com o crescimento econômico se mantendo vigoroso e com os lucros das empresas em alta, o aplicador de bolsa não foi beneficiado. Os investimentos realizados pela ELOS neste segmento, registraram desvalorização de 3,43%, porém não são comparáveis às perdas registradas pelo Ibovespa – índice de desempenho da Bolsa de Valores de São Paulo- que encerrou o semestre em queda de 9,96%.
Os principais índices de ações no mundo também amargaram perdas, refletindo uma aversão generalizada a risco em função dos fatos mencionados anteriormente.

 

Com este cenário, a ELOS conseguiu atingir rentabilidades positivas, no acumulado até junho, para os planos de benefícios que administra; porém, abaixo do esperado (metas atuarias) no caso dos planos de Benefício Definido (BD).



Fique por dentro do que acontece na ELOS

Reajuste de benefícios dos Planos BD-Eletrosul, Engie e BPDS

Veja a tabela com o índice de reajuste do seu plano de benefícios, que será aplicado neste mês, junho/2020.  O reajuste cheio é de 8,90%, referente ao INPC acumulado de junho/20 a maio/21.

Veja mais
Fim da suspensão da cobrança das despesas administrativas do Plano BD-ELOS/Eletrosul

Fim da suspensão da cobrança das despesas administrativas do Plano BD-ELOS/Eletrosul

Taxa de carregamento, que correspondia à 15% antes da suspensão, foi reduzida para 12% e volta a ser cobrada a partir de julho/21

Veja mais
Sua família protegida com o nosso seguro de vida em grupo

Sua família protegida com o nosso seguro de vida em grupo

Renovamos a apólice com a Icatu Seguros- com redução de custo e melhores benefícios

Veja mais
Suspensão do pagamento do seu empréstimo por três meses

Suspensão do pagamento do seu empréstimo por três meses

Para quem tiver interesse, o prazo para solicitar a suspensão termina dia 30 de junho.

Veja mais