Assinada a escritura de venda do imóvel do Sertão do Maruim para a CGT Eletrosul

Assinada a escritura de venda do imóvel do Sertão do Maruim para a CGT Eletrosul

No dia 22 de março foi encerrado o leilão para venda do imóvel do Sertão do Maruim, localizado em São José-SC. Recebemos um lance de R$ 32.250.000,00 (trinta e dois milhões, duzentos e cinquenta mil reais), que corresponde ao valor mínimo estipulado para venda, de acordo com a última reavaliação contábil deste imóvel. Mas a CGT Eletrosul, locatária do imóvel, exerceu o seu direito de preferência dentro dos 30 dias após a homologação da proposta realizada por meio do leilão e efetivou sua compra.

A escritura de venda para CGT Eletrosul foi assinada pelos nossos diretores superintendente e financeiro e administrativo, Ezequias Candido de Paula e Rafael Judar Vicchini, respectivamente, no dia 27 de maio. O valor de venda e as condições de pagamento são as mesmas do leilão. No dia 22 de abril, quando a CGT Eletrosul comunicou o exercício de preferência, já efetuou o pagamento à vista de 55% do valor do imóvel, e o saldo remanescente foi pago dia 26 de maio.

Entenda

Foram abertos três leilões para venda deste imóvel. Nos dois primeiros, realizados em maio e novembro do ano passado, não houve recebimento de propostas. A venda do Sertão faz parte do nosso plano de desinvestimento imobiliário, conforme a Resolução do Conselho Monetário Nacional – CMN N.º 4.661, de 25 de maio de 2018, que determina que todas as entidades de previdência complementar fechada não poderão mais manter investimentos diretos em imóveis a partir de 2030.

O imóvel, que pertencia aos Planos CD e BD-Eletrosul, tem área total de terreno de 514.313,9m2 e área construída de 11.938,04m2. Estava locado para a CGT Eletrosul, que mantém nesta propriedade sua Regional de São José.

Além do imóvel do Sertão do Maruim, temos ainda na carteira dos Planos CD e BD-Eletrosul, investimentos em salas comerciais no Condomínio Centro Século XXI, edifício localizado na cidade de Cuiritiba-PR. O Plano BD-Engie é proprietário da sede da ELOS, que abrange dois andares do Edifício Emedaux, no centro de Florianópolis, e também tem participação nas salas do Condomínio Centro Século XXI.

De acordo com a Resolução 4.661/2018, as entidades fechadas de previdência complementar (EFPC) não podem mais comprar diretamente imóveis. Só é permitido investir em ativos imobiliários por meio de Fundos de Investimentos Imobiliários (FII) ou Fundo de Investimento em Cotas de FII (FICFII).



Fique por dentro do que acontece na ELOS

Abrimos leilão para venda de três imóveis

A venda destes imóveis faz parte do nosso plano de desinvestimento imobiliário

Veja mais
Horários de atendimento em dias de jogos do Brasil

Horários de atendimento em dias de jogos do Brasil

Fique atento aos horários de atendimento diferenciados em dias de jogos do Brasil da 1ª fase da Copa 2022!

Veja mais
Plano CD – Prazo para alteração de percentual termina final de dezembro

Plano CD – Prazo para alteração de percentual termina final de dezembro

O novo percentual solicitado passa a valer a partir de janeiro de 2023.

Veja mais